top of page

Nourishment is Love

This piece of writing is an honest attempt at bringing some insight to the minds and hearts of some of us. Should we be willing, i bow in gratitude.

When i look at nature, it amazes me how much she grants us. Every miracle within her, be it fruit trees and their fruits, vegetables, edible plants and non edible plants and no bearing fruit trees, that in the most perfect simbiose, exist and assist.

It seems to me, that we, not only take Her miracles for granted in a way that we feel entitled to them, as well as we despise Her gifts by transforming them into non nourishing groceries ~ we call them food.

Were we more connected to Her and to Her endless abundance, and truly connected to our Being, and we would not be abusing ourselves, and abusing our children.

Akirah told some friends that «Eating at McDonalds is not good for your bodies». To which they responded «It does not make any sense». They ridiculed her. She was perplexed.

We are the caterers for our children’s health. We are their providers, and it is our duty to be wise in our providing. Nourishment is the foundation, the groundwork of a healthy body and a healthy mind. It is a lifetime commitment, that requires consistency, Love, and Respect for Self and those in our care. It is a Wondrous «Thank You» to our Mother Earth, and Her impressive loving intelligence. It is a Monumental and most natural « I Love Myself and i Love you».



Nutrição é Amor

Este pedaço de escrito é uma tentativa honesta de trazer alguma reflexão às mentes e aos corações de alguns de nós. Estejamos nós dispostos, eu curvo-me em gratidão.

Quando eu olho para a natureza, fico impressionada com o quanto ela nos garante. Todos os milagres dentro dela, sejam árvores frutíferas e seus frutos, vegetais, plantas comestíveis e não comestíveis e árvores não frutíferas, que na mais perfeita simbiose, existem e auxiliam-se.

Parece-me que não apenas tomamos os Seus milagres como garantidos de forma a que nos sentimos no direito a eles, como também desprezamos as Suas dádivas, transformando-as em mercearia não nutritiva - que apelidamos de comida.

Se estivéssemos mais conectados a Ela e à Sua abundância infinita e mais conectados ao nosso Ser, não estaríamos a abusar a nós mesmos e a abusar os nossos filhos.

A Akirah, minha filha, disse a alguns amigos que «Comer no McDonalds, não é bom para os vossos corpos». Ao que responderam «Isso não faz nenhum sentido». Eles, ridicularizaram-na. Ela, ficou perplexa.

Nós fornecemos a saúde dos nossos filhos. Nós somos os seus provedores e é o nosso dever ser sábio no nosso providenciar. O alimento, é a infraestrutura, o alicerce de um corpo e uma mente saudáveis. É um compromisso para toda a vida, que requer consistência, amor e respeito por nós mesmos e por aqueles que estão no nosso cuidado. É um maravilhoso «Obrigado» à nossa Mãe Terra e à sua amorosa e impressionante inteligência. É um monumental e natural «Eu Amo-Me e Eu Amo-Te».


~~Ana~~








Comments


bottom of page