top of page

Oscilações de Humor


Estaremos cientes de que existem (MUITOS) factores externos e internos que influenciam o nosso humor, diariamente, de hora em hora? Quando falamos ou ouvimos sobre oscilações de humor, muitas vezes é referido como abrupto e extremo, o que pode ser muito difícil para ambos, aquele que as sente, e aquele mais próximo do oscilador de humor abrupto. Eu estou a concentrar~me nas oscilações de humor menos intensas, mas igualmente importantes. E também é importante nos perguntarmos como nos sentimos em relação a elas. Somos capazes de aceitar que muitas vezes não temos controle sobre as mudanças de humor? Que isso está totalmente além de nós? Somos capazes de reconhecê~las em nós mesmos e ser graciosos e nos outros e ser tão graciosos com eles? Somos capazes de permitir a nós mesmos e aos outros o espaço, se necessário, e não nos sentirmos culpados ou fazê~los se sentirem culpados? Há mudanças de humor que estamos no controle, no entanto. É uma questão de conscientizar no momento certo e encontrar a melhor maneira de abordá~las. Externamente ou internamente, os factores nunca deixarão de existir. Só podemos estar conscientes deles e abraçá~los totalmente, ou descartá~los totalmente.

Sejamos conscientes.

~~ Ana ~~


Mood swings

Are we aware that there are (MANY) external and internal factors that influence our mood, on a daily basis, on an hourly basis? When we speak of or hear about mood swings, often is referred to as abrupt and extreme, which can be really difficult for both, the one feeling them, and the one closest to the abrupt mood swinger.

I am focusing on the less intense but equally important mood swings. And it is also important to ask ourselves how do we feel about them. Are we able to accept that ever so often we have no control over the mood shifts? That is totally beyond us? Are we able to recognize them in ourselves and be graceful and in others and be as gracious with them? Are we able to allow ourselves and others the space if needed and not feel guilty or make them feel guilty?

There are mood shifts that we are in control of, however. It is a matter of raising awareness in the right moment and find the best way to go about them. Externally or internally, the factors will never cease to be. We can only be conscious of them, and fully embrace them, or fully dispose of them.

Let us be conscious.

~~ Ana ~~




Comments


bottom of page